Reserva do Itamaracá

Sustentabilidade: A estética do inacabado

Além de dar um ar moderno ao ambiente, a estética do inacabado pode gerar economia no projeto e torná-lo mais sustentável
Apartamento criado pelo SuperLimão Studio com elementos “sem acabamento”, como a parte elétrica à mostra
 
Um ambiente bonito e bem decorado requer, em primeiro lugar, um acabamento impecável, com pisos muito bem colocados e paredes bem revestidas, certo? A resposta é: nem sempre. Muitos projetos são constituídos de conceitos bem opostos, com canos, conduítes e tijolos aparentes. É a chamada estética do inacabado.
 

“No começo, as pessoas torciam um pouco o nariz, porque parecia que o projeto não estava pronto. Mas, hoje, reconhecem o valor estético e a sofisticação deste trabalho. É uma estética mais verdadeira, mais simples, mais real”, afirma o arquiteto Guto Requena, um adepto constante do estilo.

Confira:

A estética do inacabado permite deixar pilares, vigas e tijolos aparentes, assim como as partes hidráulica e elétrica à mostra e paredes e pisos sem qualquer tipo de acabamento, ou seja, a estrutura de uma construção fica total ou parcialmente revelada. “Este estilo mostra a verdade estrutural. Dá para dizer que ele dá um ar mais honesto, mais verdadeiro ao ambiente, sem cobri-lo, nem disfarçá-lo ou envelopá-lo, simplesmente deixando o espaço como ele é”, diz Guto.

Na cozinha projetada por Guto Requena é possível ver elementos da estética inacabada
O projeto de Guto Requena para a Casa Cor 2010 reutiliza portas e outros materiais
Quarto com teto de concreto aparente ganhou um ar moderno
Além do teto, sala também conta com concreto aparente no piso
O apartamento criado pelo SuperLimão Studio ganhou ar rústico com concreto aparente em paredes e teto
Opções: 
Outras opções do estilo “inacabado” que estão muito em alta são as lajes de concreto aparente e os pisos de cimento queimado. “É um material moderno e neutro, que combina com qualquer decoração posterior”, diz a arquiteta Sabrina Lapyda
 
A profissional explica, ainda, que a versatilidade do concreto aparente dispensa o desenvolvimento de outras etapas da obra, como emboço e reboco, além de não precisar gastar com outros revestimentos. Lapyda afirma também que o material pode ser aplicado em qualquer ambiente da casa, até mesmo nas fachadas, sem nenhum tipo de restrição.
Concreto aparente em parede e teto dá “acabamento” moderno ao apartamento
 
Economia e sustentabilidade
 
Além de revelar a beleza natural do ambiente, o estilo “inacabado” também tem vantagens financeiras e ecológicas. De acordo com Antonio Carlos Figueira de Mello, do SuperLimão Studio de Arquitetura e Design, a ausência de acabamento não é só uma questão estética, envolve também uma menor geração de entulho e economia de material. “O custo fica menor e a durabilidade, muito maior, já que o projeto é feito com material industrial. Tem toda uma lógica por trás, um conceito”, explica.
 
No entanto, segundo Mello, diferente do que possa se pensar, a falta de acabamento requer um trabalho ainda mais primoroso de construção. “Não é só porque vai ficar aparente que não deve ser bem feita. Pelo contrário, aí é que deve ser feita com mais cuidado. O acabamento precisa ser impecável”, diz.
 
Fonte: ig.com.br