Reserva do Itamaracá

Conheça novos conceitos para as varandas

Conheça as melhores dicas de como decorar sua varanda e como usar a vegetação nesse ambiente
 
A arquitetura é, além de tudo, uma ciência humana. E como a própria humanidade, se reinventa constantemente, ampliando suas aspirações estéticas e funcionais. As varandas, que já tiveram papel limitado somente a essa primeira categoria, a estética, hoje renascem com novas possibilidades de uso e composição.
 
“A arquitetura é extremamente dinâmica. Ela se adapta às mudanças culturais.”
 
“A varanda deixou de ser um espaço de mera contemplação da paisagem e passou a ser integrada com a área pública da casa e, dependendo do tamanho, pode-se até receber amigos nesse lugar”, diz a arquiteta Cristiane Soto Mayor.
 
Cristiane é membro da equipe da Casa Cor Amazonas, segundo maior evento de arquitetura do Brasil.
 
Para ela, a varanda deve espelhar a personalidade dos proprietários da casa e se adequar ao clima da região e das especificidades da localidade.
 
“Valoriza muito a decoração se você colocar um verde. Nesse caso, é preciso bom senso: se o apartamento for de frente para o poente, à tarde ele fica muito quente, então a dica é utilizar um arbusto, que, além de embelezar, é muito funcional, tornando-se um elemento fantástico de decoração” diz ela.
 
Lembrando também de orientar quanto à altura e colocação dos vasos: “o ideal é usar vegetações em vasos de diferentes alturas, mas com equilíbrio suficiente para não tornar uma coisa muito pesada”.
 
Falando em peso, outra dica é fugir dos mobiliários de piscina e de móveis pesados, como os guardassois e ombrelones, além dos rudes móveis de metal.
 
Tendência 
Segundo a arquiteta, o que é tendência em termos de varanda é a utilização de madeiras e mobiliário de fibras naturais, ou mesmo sintéticas, quando de cores naturais.
 
“A madeira traz um ar de tranquilidade e aconchego e, com o uso de plantas, é possível harmonizar ainda mais o ambiente”, diz ela, lembrando que outras duas tendências muito fortes – as varandas gourmet e as persianas de vidro, são extremamente bem vindas, mas nunca casadas. “Fica muito estranho”, diz ela.
 
Escondendo defeitos 
Uma boa dica de como reaproveitar o que já se tem para não gastar muito vem da decoradora Sihame Cruz, também da equipe Casa Cor Amazonas.
 
“No meu apartamento, eu escondi as caixas de ar-condicionado da varanda com um vidro escuro. Pra esconder a fiação elétrica, usei um jardim vertical com plantas artificiais. Ficou lindo”, indicou a decoradora, que também inovou ao colocar um barzinho na varanda, tomando o cuidado de revestir os bancos com tecido impermeável. 
 
Plantando a harmonia 
O técnico em paisagismo Luis Carlos de Araújo é uma sumidade. Dez entre dez arquitetos e decoradores de Manaus indicam Seu Luis como a primeira referência quando o assunto são os insumos para uma “decoração verde”.
 
Além de entender tudo e um pouco mais sobre o mundo das plantas, ele ainda dá dicas do que in e o que é out em termos de vegetação para composição de varandas e jardins.
 
“Hoje tem se usado muito as plantas frutíferas e de tempero, tanto para a decoração, quanto para o consumo. Outra tendência são os painéis nas paredes, formando um jardim vertical. Os arquitetos me pedem muito esse tipo de coisa”, diz ele.
 
Explicando que o verde, além de diminuir a incidência do calor, dá um ótimo aspecto visual à varanda. O risco aí, segundo ele, é o exagero. “Tem que ficar harmonioso. O excesso deixa tudo muito pesado”.
 
Outro cuidado especial dispensado às plantinhas: varanda climatizada, como é comum hoje em dia, não faz lá muito bem para elas. “O ideal é que haja ventilação natural. Varanda fechada não é muito bom para as plantas. A não ser que abra durante o dia para a entrada de ar”, alerta.
 
Fonte: acritica.com